sábado, 16 de outubro de 2010

Debate sobre UPP abre Seminário da campanha contra a violência e o extermínio de jovens no Rio de Janeiro




  Jovens reunidos numa noite de sexta em Santa Teresa. Não estamos falando de boemia nem de uma folia pré-carnavalesca. Nessa sexta, 15 de outubro, cerca de 30 jovens das diversas regiões do Rio de Janeiro iniciaram o Seminário estadual da campanha contra a violência e extermínio de jovens. Depois da exibição do documentário Elas da Favela, Solange Rodrigues, do ISER – Assessoria, e Erika Glória, da Pastoral de Favelas, coordenaram a roda de conversa sobre política de segurança pública no estado.

As Unidades de Polícia Pacificadora, as UPPs, foram o foco do debate. Jovens do Rio, Paraíba do Sul, Duque de Caxias, Niterói, Friburgo, entre outros municípios, levantaram questões sobre o cotidiano de violência que atinge a juventude no estado. A preocupação com a falta de políticas públicas de educação, saúde, cultura, moradia, geração de emprego foi um consenso entre os participantes. Da mesma forma, ressaltou-se a necessidade de combinar o debate de segurança com um arcabouço de intervenção social do Estado nas comunidades que se afaste da lógica das armas e da criminalização da população pobre e negra. A necessidade de ampliar e fortalecer os espaços de participação popular também esteve presente em muitas falas.

A expectativa da coordenação é que os demais inscritos cheguem na manhã de sábado. O seminário continua com mesas de debate e grupos de discussão. No domingo, os participantes irão se debruçar sobre um plano de trabalho e ações concretas da campanha para o estado. A atividade é organizada pela PJ – Pastoral da Juventude, PJE – Pastoral da Juventude Estudantil, CRB - Conferência dos Religiosos/as do Brasil, Congregação das Religiosas da Assunção, Pastoral de Favelas, Instituto de Juventude Dom Luciano Mendes, ISER Assessoria, MST - Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, CEAV – Centro de Atendimento às Vítimas de Violência, CDDH – Centro de Defesa dos Direitos Humanos de Petrópolis, Presidência e Vice-Presidência da Comissão de Direitos Humanos da ALERJ.
Fonte: Comissão de Comunicação do Seminário estadual da campanha contra a violência e extermínio de jovens





2 comentários:

Alex disse...

Show...
É a juventude em marcha contra a violência...
Angra esta em Comunhão com o Seminário...

Contramortepelavida disse...

Valeu Alex! Estamos juntos nesta luta. O seminário também se faz em comunhão com Angra. Fraterno abraço!

Contra a violência e o extermínio de jovens!